Contraf-CUT retoma negociações com a Fenacrefi no dia 4 de novembro


Financiários reivindicam reajuste de 14,2% e Participação nos Lucros e Resultados (PLR) de R$6.337,02

29/10/2015

A Contraf-CUT retoma no dia 4 de novembro, próxima quarta-feira, as negociações da Campanha Salarial dos Financiários, com a Federação Nacional de Instituições de Crédito, Financiamento e Investimentos (Fenacrefi). A nova rodada está marcada para as 10h30, na sede da Fenacrefi, no centro de São Paulo, mas antes da reunião com a entidade patronal, a Contraf-CUT convoca os representantes dos financiários, dos sindicatos e federações, para reunião preparatória no dia 3 de novembro (terça-feira), às 14h30, em sua sede, também em São Paulo.

A primeira rodada de negociação com a Fenacrefi aconteceu no dia 1º de julho deste ano. O combate à terceirização está entre as principais reivindicações da categoria. A Contraf-CUT estima em mais de 500 mil o número de trabalhadores que presta serviços para as financeiras, em todo o Brasil, mas na base da Fenacrefi há apenas 10 mil. Um novo modelo de PLR (Participação nos Lucros e Resultados) e o aumento do adicional do valor fixo também estão na pauta. A PLR adicional foi uma conquista da campanha salarial do ano passado e hoje está em 20% do valor fixo da participação.

“Já avançamos em alguns aspectos, como a criação das comissões permanentes para discutir terceirização e PLR. Queremos fechar a nossa campanha com aumento real de salário e mais conquistas para os trabalhadores”, afirma Jair Alves dos Santos, coordenador da Comissão dos Financiários.

Principais reivindicações da Campanha Nacional 2015

- Reajuste de 14,2%.

- PLR de R$ 6.337,02.

- Novo modelo de PLR.

- Abrangência do acordo para todo o País.

- Unificação da data-base com bancários (setembro).

- Fim das metas abusivas.

- Combate ao assédio moral.

- Combate à violência organizacional.

- Combate à terceirização.

- Incorporação dos promotores de crédito.

- Manutenção da Comissão Paritária de Controle das Condições de Saúde.

Fonte: Contraf-CUT

#sindnews

Seguir:

Endereço

Telefone

(15) 3229.2990

Sugestões, dúvidas ou reclamações?

Preencha o formulário abaixo