• Sindicato dos Bancários

“De um dia para outro, proposta já melhorou 40%”


Diante da rejeição da proposta apresentada pela Fenaban, ontem, dia 20, as negociações prosseguem hoje, a partir das 14h, em São Paulo. A última oferta da Fenaban – de 7,5% sem abono – foi considerada ultrajante pela categoria e rejeitada ainda em mesa, já que gera uma redução de salário. Mas a retomada das negociações foi considerada positiva pelo movimento sindical.

Para Julio Cesar Machado, presidente do Sindicato dos Bancários de Sorocaba e Região, a proposta de ontem não foi o que os bancários esperavam, mas ainda assim, já representa um aumento de 40% em relação à primeira proposta, de 5.5%. “Mas ainda temos que persistir em uma proposta melhor, ainda não está como precisamos. Hoje, temos a esperança de que os banqueiros realinhem essa posição e tragam para a gente uma proposta que reponha a inflação mais um ganho real.”, diz.

Julio diz que a população fica impressionada quando sabe do lucro dos bancos. “O governo faz um esforço para arrecadar R$ 32 bilhões e o lucro apenas do semestre dos principais bancos já chegou em R$ 35 bilhões! Parece loucura.

O aumento real é muito importante para repor perdas da inflação e a alta dos preços. O Brasil é o país onde mais se trabalhou em um ano para pagar impostos: 2.600 horas, mais que o dobro do segundo colocado, a Bolívia, com 1.080 horas. Os impostos brasileiros são altíssimos. “Pagamos, por exemplo, 36% em medicamentos, 45,81% em energia elétrica, 57,03% em gasolina, 18,63% em carne, 34,47% em trigo, 40,04% em açúcar, 42,27% no sabão em pó, 52,35% no shampoo. Além disso, aqui se paga até 27,5% do salário em imposto de renda! Então o mínimo que podemos aceitar é um aumento real em nossos salários!”, explica Julio.

As negociações serão no hotel Maksoud Plaza, em São Paulo. O resultado das negociações vale para todo o Brasil.

SEEB Sorocaba

#sindnews

Seguir:

9 9784-7687

Endereço

Telefone

(15) 3229.2990

Sugestões, dúvidas ou reclamações?

Preencha o formulário abaixo