• Sindicato dos Bancários

Procon-DF divulga lista de empresas com mais reclamações em 2014


Relação é liderada pelo Banco do Brasil, seguida da Ricardo Eletro, a administradora de planos de saúde Qualicorp e a operadora de telefonia e internet OI

Balanço do Instituto de Defesa do Consumidor do Distrito Federal (Procon-DF) aponta o Banco do Brasil, com 158 queixas, como a empresa que lidera reclamações de consumidores em 2014. No ano passado, a autarquia prestou 5.090 atendimentos — 42%, ou 2.138 casos, foram resolvidos, enquanto 58%, 2.952 ocorrências, não tiveram solução. Também foram listadas as companhias com maior e menor número de problemas solucionados.

Além do Banco do Brasil, a relação das 10 mais reclamadas inclui, pela ordem, a rede de lojas de eletrodomésticos Ricardo Eletro, com 153 queixas, a administradora de planos de saúde Qualicorp (148), as operadoras de telefonia e internet OI Móvel SA (120), GVT (114), OI SA (99), e a Via Varejo SA (88), administradora das Casas Bahia e do Ponto Frio.

As empresas de telefonia móvel Americel AS, razão social da Claro, e TIM aparecem empatadas com 86 reclamações cada uma. O Banco BMG, com 73 queixas, fecha a lista. Os relatórios serão divulgados nesta segunda-feira (16), às 14 horas, na sede do órgão — Setor Comercial Sul, Edifício Venâncio 2000, Bloco B, sala 240.

Soluções A Groupon Serviços Digitais Ltda lidera o ranking das 10 companhias que mais solucionaram pendências encaminhadas pelo Procon-DF. Das 24 queixas, 92% foram esclarecidas — mesmo percentual da seguradora Virginia Surety, alvo de 12 reclamações. Terceira na lista, a Faculdade Anhanguera conseguiu esclarecer 85% dos 13 casos contra ela. A Companhia de Saneamento Ambiental do DF (Caesb) obteve 15 reclamações e atendeu 73% delas.

A relação das que menos resolveram as questões é encabeçada pela construtora Borges Landeiro, que não apresentou solução para nenhum dos 42 registros. Em segundo lugar, vem a Neon Distribuidora de Produtos Eletrônicos, loja virtual que obteve sucesso em apenas 7% das 27 queixas. Terceira colocada, a SBF Comércio de Produtos Esportivos, razão social da rede Centauro, atendeu satisfatoriamente apenas uma das 10 reclamações.

Fonte: Jornal de Brasília

#sindnews

0 comentário